Contribuição Livre

Marc Parchow Novas, Valores da Qual Albatroz Deixe um comentário

Estamos a experimentar um sistema de contribuição livre em algumas das nossas actividades. Contri… quê?...

Na oficina, temos esta singela caixinha que fizemos. No final da oficina, pode ir até lá e meter o dinheiro que pode pagar, ou o que acha que merecemos pelo nosso trabalho, ou não pôr nada. Não controlamos.

Sim, sabemos que isto pode ser constrangedor, e, se fizer mesmo questão, pode falar connosco para lhe darmos um valor orientador, mas confiamos nos nossos formandos, clientes e amigos. E vocês têm de confiar em nós quando prometemos que não julgamos ninguém.

Uma nota: Se precisar de uma factura fale connosco, que nós tratamos disso como sempre.

Porque estamos a fazer isto?

1) Não gostamos de dinheiro…

Bom, precisamos dele, como toda a gente. É verdade. Mas nunca gostámos muito daquele momento no final das oficinas em que temos de aceitar dinheiro das mãos das pessoas. Assim, não precisamos de lhe tocar.

2) O que vale a partilha?

É-nos tremendamente difícil encontrar um valor justo para as nossas actividades. Tentamos sempre encontrar um valor acessível para todos, mas que também nos permita cobrir os custos e, ao mesmo tempo, que dê algum lucro. A partir de agora, a partilha não é taxável.

3) Queremos chegar a todos

Esta é a principal razão que nos levou a querer experimentar o sistema de contribuição livre. As nossas oficinas são pensadas para todos: para quem as pode pagar, mas também para quem não o pode fazer, ou não consegue dar tanto (seja isso o que for). Ninguém está excluído! Se o dinheiro é uma barreira, esperamos poder contribuir para a deitar por terra. O mais importante na vida não é o dinheiro. Todos sabemos isto. Porque não agir em conformidade?

Descubra a nossa "caixa de contribuição livre" e ajude-nos a continuar a fazer o que fazemos melhor.
Ajude-nos a continuar a fazer o que fazemos melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.