Livro Onde Moram as Coisas visto de lado

#ondemoramascoisas

Marc Parchow Lançamento de livro 0 Comentários

Lançamento do livro na Sertã

Onde Moram as Coisas, o novo livro da Qual Albatroz, já viu a luz do dia, e o seu lançamento foi na Casa da Cultura da Sertã, no dia 8 de Dezembro de 2016. A apresentação contou com a presença de Joana Lopes e dos autores do livro, Pedro Ferrão e Marc Parchow, que falaram para uma casa cheia de gente boa.

Estas são algumas das imagens captadas na ocasião, amavelmente cedidas por Carla Dias.

  • Pedro Ferrão nos Autógrafos
    anemptytextlline
  • Amigos
    anemptytextlline
  • Autógrafos
    anemptytextlline
  • Folhear o Livro
    anemptytextlline
  • Ta Taaaaa!
    anemptytextlline
  • Sorrisos
    anemptytextlline
  • Um Autor Concentrado
    anemptytextlline
  • Amigos
    anemptytextlline
  • A São na Mesa
    anemptytextlline
  • A Caneta faz Milhas
    anemptytextlline
  • Uma Serigrafia para o Pedro
    anemptytextlline
  • Obrigado
    anemptytextlline
  • Um Desenho do Marc
    anemptytextlline
  • Tantos Livros Assinados
    anemptytextlline
  • O Pedro nos autógrafos
    anemptytextlline
  • O Dono de uma Serigrafia
    anemptytextlline
  • O Pedro Fala
    anemptytextlline
  • Boa Disposição
    anemptytextlline
  • Mãe, Olha!
    anemptytextlline
  • A Joana, o Pedro e o Marc
    anemptytextlline
  • Autógrafos
    anemptytextlline
  • Cinco dedos da São
    anemptytextlline
  • São, Joana, Pedro e Marc
    anemptytextlline
  • Cheese!
    anemptytextlline
  • Mais um Autógrafo
    anemptytextlline
  • Entrevistados
    anemptytextlline
  • Entrevistados
    anemptytextlline
  • Este Desenho agora é Meu!
    anemptytextlline

«Nesta história, mora uma casa, e nessa casa mora um menino; no menino, mora um coração e, por sua vez, dentro do coração mora o seu afecto por cães e por pássaros. É deste modo, cheio de humor, delicadeza e poesia, disfarçada nas coisas mais simples, que este livro fica a parecer-se com um jogo de descobrir. Como se todo o mundo fosse uma espécie de jogo de bonecas russas, a caberem infinitamente umas dentro das outras.»

«Este é um livro, para qualquer idade, porque, como todos os bons livros, nos permite descobrir múltiplas leituras.»

«Se se perderem nas ilustrações do Marc, vão descobrir que elas, além de serem maravilhosas e cheias de transparências, são uma espécie de história paralela, que também nos permite imaginar mais possibilidades e até perguntar onde moram outras coisas, como, por exemplo, onde moram as pessoas que ao longe parecem anjos.»

«Estou certa de que, independentemente da história que encontrarem a morar nestas páginas, uma coisa todos encontraremos nela, os dois grandes talentos do Pedro e do Marc. Dois talentos que vieram morar juntos neste belíssimo livro que, de hoje em diante, passará a morar em muitas casas.»
(Joana Lopes – Excertos do discurso de apresentação do livro, na Casa da Cultura da Sertã)

A Joana nasceu numa manhã de Primavera. Nutre, desde que há memória, uma paixão por cores e palavras. A paixão pelas cores manifestou-se desde tenra idade, tendo vitimizado várias paredes e outros meios impróprios. Um dia ofereceram-lhe telas, pincéis e tintas; daí para a frente, nunca mais pintou em lugares descabidos. As suas pinturas têm andado por aí, integrando exposições individuais e colectivas, em Portugal e no estrangeiro. Em relação às palavras, quando aprendeu a ler descobriu que os livros eram passaportes mágicos para lugares distantes e cheios de aventuras, isso era especialmente empolgante, porque vivia numa pequena aldeia, onde o pico de adrenalina acontecia quando o carteiro, à sexta, entregava a correspondência. Um dia experimentou escrever e, como gostou tanto, nunca mais parou. O seu primeiro livro, De Onde Vêm as Bruxas?, foi lançado em 2014, no âmbito do Prémio de Literatura Infantil do Pingo Doce. Em 2016, lançou o seu segundo livro, O Que Tem a Barriga da Mãe?. Passa os dias numa espécie de triângulo amoroso criativo, dividindo-se entre as suas duas amadas, a escrita e a pintura. No resto do tempo dá aulas e é feliz assim.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *